Home

Erasmus+ KA2 Parcerias Estratégicas para a Educação

Desenvolvimento da Capacidade
Socioemocional no 1º Ciclo do Ensino Básico

Atualmente, mais do que nunca, docentes e educadores/as estão a dar-se conta do papel proeminente que a Educação Social e Emocional (ESE) desempenha no desenvolvimento dos/as alunos/as e estudantes. Foi reconhecido que a ESE promove o estabelecimento de adultos/as emocionalmente fortes, responsáveis e livres, que contribuem de forma ativa e positiva para as suas comunidades.

Vivendo numa época de incríveis avanços tecnológicos, em que cada vez mais as atividades estão a ser automatizadas, é importante concentrarmo-nos no desenvolvimento das competências que tornam cada um de nós único e que nos podem ajudar a passar por estas mudanças com uma mentalidade positiva e uma atitude forte. Além disso, como as tecnologias de informação e comunicação estão a evoluir rapidamente, o mesmo acontece com os nossos hábitos. Não podemos desprezar o facto de que, nos dias de hoje, cada vez mais crianças comunicam através das redes socias e não podemos ignorar como isso as afeta. No entanto, estas mesmas tecnologias podem ser utilizadas para encorajar o desenvolvimento da inteligência emocional e competências socioemocionais, contribuindo para reduzir o sentimento de alineação que se propaga na sociedade atual.

A inteligência emocional é constituída por um conjunto de capacidades inatas que inclui a habilidade de conhecer, compreender e controlar as emoções, de lidar com desafios emocionais e de alcançar os nossos objetivos. Por outro lado, as competências Socioemocionais, que compreendem o conhecimento SE, competências SE e valores SE, ajudam-nos a trabalhar com outras pessoas, aprender produtivamente e participar ativamente nas nossas famílias, no local de trabalho e nas comunidades. A ESE visa ensinar e difundir estas capacidades essenciais a fim de construir sociedades emocionalmente mais fortes, solidárias e estáveis

Mais informações >>